SAPATILHA

Descubra como escolher a sapatilha de meia ponta perfeita para você

Olá pessoal!

O assunto escolhido para o post de hoje é: SAPATILHA! Que é, sem dúvida, a imagem que mais nos remete ao ballet, o principal instrumento das bailarinas e bailarinos e a primeira coisa que compramos quando vamos começar as aulas!

Na verdade a sapatilha se torna parte do nosso pé depois que começamos a dançar. Até porque pé de bailarina é algo que geralmente merece estar coberto de tão feinho…

Então, vamos lá!

Existem vários tipos de sapatilhas, diferentes cores, marcas, materiais, modelos, etc., divididas em dois principais grupos: Meia ponta e Ponta. Para hoje, quem vai estrelar aqui é a SAPATILHA DE MEIA PONTA.

Vamos destrinchar o assunto “sapatilhas de meia ponta” que podem não ser tão belas e glamourosas como as sapatilhas de ponta, mas são bem mais companheiras!

MATERIAIS, MODELOS E CORES

As sapatilhas de meia ponta podem ser de couro, sintético ou corino, cetim ou lona, com ou sem stretch, com solados inteiros ou repartidos (alguns chamam ovinho), em qualquer dos materiais escolhidos! O elástico pode ser simples, duplo ou ainda pode conter fitas.

Na escolha do material deve-se levar em consideração o motivo do uso, custo benefício e seu gosto/conforto! Também há profissionais que indicam umas para piso de madeira e outra para piso de linóleo e claro, vale pedir a opinião técnica de seu professor!

As sapatilhas de couro/sintético e lona são as mais famosas hoje em dia para aulas e ensaios. Já as de cetim são mais usadas por crianças com aqueles pés gordinhos e fofos e também em apresentações, por parecerem mais graciosas.

As cores mais utilizadas em aulas de ballet clássico são rosa, salmon e bege, mas você encontra todas as cores possíveis! Existem até empresas que fazem por encomenda, com estampas, bordados e tudo mais. Essas últimas, porém, não são comumente utilizadas em aulas de ballet e não fazem parte da “moda” em sala de aula. Elas podem ser utilizadas em apresentações específicas que pedem uma sapatilha mais elaborada para determinado figurino. Quanto à sapatilha meia ponta preta, se você não for menino (que utilizam sapatilhas pretas e brancas), melhor guardá-la para as aulas de jazz…

Detalhe para as adeptas do ballet fitness ou x-tend barre, acho que as meninas costumam usar as mesmas cores também, bege, rosa ou salmon.

A questão do elástico simples ou duplo e das fitas está relacionada à sustentação, a manter a sapatilha certinha e “bem sentada” no pé, então dá pra cada pessoa costurar seus elásticos e fitas, da forma que preferir: dois elásticos cruzados ou apenas um em cada pé, fora que algumas já vêm com elástico costurado em cima pra você ajustar.

Mas atenção: As fitas não são indicadas para o uso de crianças em aulas normais, apenas em situações excepcionais de apresentações ou exames para academias como Royal Ballet, por exemplo. Mas didaticamente não é interessante, pois pode ser amarrada de forma errada pelas crianças ou pelos pais, dificultando ou até prejudicando o desenvolvimento ortopédico.” – Profª. e bailarina Claudia Carvalho.

Como se vê, opção de sapatilha não falta! Alguns exemplos:

Lona:

     sapatilha meia ponta lona solado inteirosapatilha meia ponta lona solado dividido

 

 

 

 

 

 

 

Couro:

Sapatilha meia ponta couroSapatilha meia ponta couro soaldo inteiro

 

 

 

 

 

 

 

 

Masculina e cetim:

 

sapatilha masculina pretaSapatilha meia ponta cetim

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coloridas:

sapatilha estampada Sapatilhas coloridas

 

 

 

MAS COMO SABER QUAL A MELHOR SAPATILHA PRO MEU PÉ?

Primeiro de tudo: a que for mais confortável!

A escolha da sapatilha é, em regra, pessoal (pois sempre tem aqueles professores que determinam), depende do seu tipo de pé, se é mais chato ou mais côncavo, se é mais espalhado ou juntinho, largo demais ou magro demais, etc. Também depende se você precisa fortalecer ou segurar mais caso o pé seja muito mole.

Também tem uma questão importante, com o tempo e alongamento do pé elas vão laceando e você pode ir trocando os modelos caso outros se tornem mais confortáveis. Pois conforme você vai se exercitando no ballet, é natural que seus dedos comecem a se espalhar mais, alargando/alongando um pouco mais o metatarso.

No geral, professores indicam sapatilhas com solados inteiros para crianças ou iniciantes, que são normalmente utilizadas para fortalecer os dedos e desenvolver a musculatura do pé, e as de solado dividido para intermediários e avançados, mas isso também vai de cada pessoa e do desenvolvimento de cada pé.

A minha professora, Claudia Carvalho, indica a de lona, com solado dividido, por ser mais maleável e confortável, além de deixar a linha do pé super bonita, já que fica mais ajustadinha.

Quanto ao tamanho, é normal você se ver comprando uma sapatilha de um número maior do que você calça, também pelo que falamos acima, conforme seu pé vai desenvolvendo e alongando, seus dedos devem buscar mais o chão, então eles vão se abrindo mais, se esticando e tal, ou seja, precisam de mais espaço do que num sapato normal, né? Mas tudo depende do seu conforto!

Para os meninos, há sapatilhas mais largas devido ao metatarso do pé ser maior, mas nada impede de usar sapatilhas femininas, ou também mulheres que tem pés mais largos usarem sapatilhas masculinas em prol do conforto.

Mais um dica importante da Profª. Claudia: “Ao provar sua sapatilha, colocar o pé inteiro no chão e tentar fazer a posição flex, dedos pra cima (tipo pé de palhaço, sabe?), mexer os dedos, ficar na meia ponta e descer. Se você sentir que seus dedos tem espaço pra se alongar, que não estão apertados tipo garrinhas ou não está pegando no calcanhar… acertou na escolha!” 

DURABILIDADE – COMO CUIDAR?

As sapatilhas, em regra, são laváveis. Você pode deixar de molho as que são de lona (pano) e depois estender normalmente, e as de couro/sintético ou cetim, é preferencial que esfregue (de leve) com um pano úmido. Após secas, pode passar talco para manter sem mau cheiro. Observação: a maioria, quando lavada, dá aquela apertadinha básica, ou pode perder o formato do pé.

As sapatilhas de meia ponta não tem uma durabilidade muito longa. Então, quem usa muito acaba não lavando pra não perder o conforto, a forma do pé, etc., já que vai durar pouco mesmo… As nossas (lona), por exemplo, fazendo aula em média 3 vezes por semana, duram mais ou menos 3 meses ou até que o dedão rasgue. As de couro/sintético costumam durar mais um pouco!

PARA GUARDAR E LEVAR: nós guardamos as nossas nesses saquinhos de sapatilha, criados para poder levar na bolsa sem deixar sua sapatilha solta sambando por lá! Nota importante: se você guarda sua sapatilha em um saquinho de plástico, é importante depois deixar sua sapatilha “respirar” quando chegar em casa para evitar mau cheiro e mofo.

Nós do Nas Pontas adoramos os saquinhos e necessaires para guardar suas sapatilhas e outras coisinhas de ballet do Atelier Lyla Burity! As bolsinhas são personalizadas, podendo escolher o tecido (um mais lindo que o outro!), tamanhos, e dá até pra você bordar seu nome, fazer tudo de acordo com seu gosto e necessidade! Nós amamos!

  IMG_7844 IMG_7843

IMG_7831 (1)

 

NOSSA PREFERIDA!

Conforme já mencionamos acima, a nossa sapatilha preferida é a de lona! É uma delícia no pé! Comecei a usar conforme indicação da minha professora e amo! (Confesso que tentei provar outras, mas nao largo a de lona)

Agora estou usando dois modelos da Capézio, que tem um pouquinho de strech e elástico duplo no peito do pé, da uma segurança incrível, fica bem modelada e visualmente também fica bem bonita. Pra aula uso a Pluma, rosinha, que é um pouco mais barata, e comprei a Glove Foot Stretch, salmon, para o espetáculo do final do ano, é um pouco mais carinha, mas é demais! Ambas são muito gostosas de usar, além de deixar o pé bem bonito!  Essas daqui ó:

pés
Nossos pés! Amanda – Laura – Laura

ONDE COMPRAR?

Facinho… em qualquer loja de coisas de dança você acha, até nas escolas mesmo sempre tem alguém que revende!

Na nossa tem uma revendedora autorizada da Capézio, a Tutu, basta ligar (11) 3079-0614 ou 98452-9393, checar a disponibilidade e passar lá na Escola Ballet Art, que fica na Rua Bueno Brandão, nº 382, Vl. Nova Conceição.

Gosto MUITO também de comprar na Marnet Danças, uma loja virtual, cujo endereço é http://www.marnet.com.br/, mas o legal é que se você ainda não sabe seu modelo preferido e tamanho para pedir diretamente pela internet, você pode mandar um e-mail para a Lilian (contato@marnet.com.br), pedir para ela separar os modelos que você quer e passar lá para provar e pagar, não é ótimo? Fora que o preço deles é excelente!

Links das sapatilhas que usamos:

http://www.marnet.com.br/sapatilha/888-russian.html

http://www.marnet.com.br/sapatilha/meia-ponta/252a-meia-ponta-ovinho.html

http://www.marnet.com.br/sapatilha/meia-ponta/2008-glove-foot.html

Mas tem muita opção lá, para todos os gostos e bolsos!

Seguem algumas imagens de das sapatilhas que falamos e um vídeo do Dr. José Luiz Bastos Melo, fisioterapeuta especialista em dança, e consultor da Só Dança, dando mais algumas dicas!

https://youtu.be/e-GmEIijJT8

Beijinhos e até o próximo post!

Laura e Amanda

6 Comment

  1. Adorei !!!parabens bjs

  2. […] dos seus collants antigos cabem mais), sapatilha meia ponta (saiba como escolher a sua clicando AQUI), meia preta (porque você é cool pra usar a meia rosa… e também porque as celulites […]

  3. Bom Dia Laura, comprei a glove foot e pedi a 33 porque as outras da capelo 33 serve fica ótimo em meu pés. Mas percebi que a 33 da Gloove Foot fica apertado deixando os meus dedos curvados como garra. Eu teria que pedir 34 ou 35 ou ela é assim e irá laciar?

  4. Sapatilhas são uma tendência e nunca saem de moda, eu realmente amo usá-las em qualquer ocasião 🙂

  5. Marianne Ferraz says: Responder

    Admirada com a explicação. Eu faço ballet desde 2010 porém a academia nunca teve um olhar clínico para perceber que a sapatilha estava pequena ou então o trabalho nunca foi bem feito pq eu calço 39 e usava sapatilha 39 os dedos ficavam tipo garrinhas na sapatilha principalmente a meia ponta. Sou pesuda mesmo e comprei uma numeração maior, me indicaram a glove foot, mas já usei a sola dividida de lona da capetinha, já usei a pluma e percebi que a da glove foot é boa pelo fato de ser de strech, a pluma é nova mas é deliciosa, macia até umas horas mas disseram que não é muito boa. Vou experimentando qual a mais confortável enquanto isso vou alongando esse pesão. Já senti diferença em 3 meses de ballet fazendo um trabalho intenso. Outra coisa que faço sempre é ter cuidados com os pés, sempre deixá-los hidratados e macios, parece ser melhor. Ballet deixa a gente mais vaidoso

Deixe uma resposta