Como escolher a Sapatilha de Ponta

Você sabe como escolher?

Olá pessoal!

Continuando a falar sobre sapatilhas, hoje vamos falar das SAPATILHAS DE PONTA. Você sabe como escolher a sua? Qual a sua a marca preferida? Você sabe qual é a mais adequada ao seu tipo de pé?

Quando começamos a estudar sobre sapatilhas de ponta, é fato que vem tanta informação que não dá pra colocar isso em um post só, então faremos vários posts sobre isso e dúvidas e sugestões são bem vindas também!

Vamos contar mais uma vez com as dicas da nossa querida professora e bailarina Claudia Carvalho, pra nos orientar melhor. É sempre MUITO IMPORTANTE ter acompanhamento de um PROFISSIONAL, pois experiência e conhecimentos das sapatilhas nunca é demais!

Pra começar, vamos ver como é a sapatilha de ponta por dentro?

Esse é um video legal do Dr. José Luiz Bastos Melo, fisioterapeuta especialista em dança, e consultor da Só Dança, explicando NA FABRICA como a sapatilha é feita!

Bom, segundo a nossa Teacher amada, Claudia Carvalho: a primeira coisa que você precisa para escolher uma sapatilha de ponta é conhecer o seu pé! Muitas pessoas acham que basta conhecer todas as marcas, tipos, numerações e materiais para escolher, mas isso não é suficiente, um estudo adequado do seu pé é essencial.”

Existem vários tipos de pés, romano, grego, egípcio, alemão, celta, etc., os quais definem sua descendência e outras coisas mais. Mas tratando-se de ballet, sempre falamos de três tipos, quais sejam:

tipos de pé

  • Pé Grego: é aquele pé meio largo, que tem o segundo dedo maior que os demais;
  • Pé Egípcio: é aquele pé que o dedão é o maior e os demais dedos vão diminuindo gradualmente como uma escadinha;
  • Pé Quadrado: é aquele que apresenta pelo menos três dedos do mesmo tamanho, geralmente dedão, segundo e terceiro dedos.

Claro que esse é um resumo minúsculo e grosseiro dos tipos de pé, mas depois faremos um post só pra eles, pois de fato eles merecem! Mas para hoje, vale só a introdução para vocês entenderem o quanto a anatomia do seu pé influencia na escolha da sapatilha, dos tamanhos das caixas, etc.

Vale ressaltar que há plantas largas e estreitas para os três tipo de pés, ok? E também devemos considerar os arcos, pois o seu “modelo de arco” também será crucial para a escola. Analise junto ao seu professor ou outro profissional se, de acordo com o seu arco plantar (arco do pé), você tem um pé chato, normal ou cavo.

tipos de arco plantar

Sabido isso, você conseguirá medir a força do seu pé. Junto com essa característica e as duas acima mencionadas, tipo de pé e arco, você pode começar a entender melhor como uma sapatilha de ponta é capaz de ser confortável. (Isto é, na medida da perspectiva de conforto que as bailarinas vivem, é claro hahaha)

Há sapatilhas de ponta para todos os pés e gostos. E é importante conhecer muito bem a anatomia do seu pé e como ele costuma funcionar, pois ao procurar sapatilhas, você irá se deparar com a maior variedade possível!

É sapatilhas com caixa larga para pé super cavo, ou estreito com pé chato, ou vice verta, tipo de eixo, vertical ou horizontal, fortalecida ou não, pra arco baixo e pé largo, etc etc etc. Vamos falar um pouquinho de cada?

Mas uma observação importante da Prof. Claudia: o ajuste de cada sapatilha é individual, pois cada um sabe de si, do seu conforto e segurança, mas deve sempre ser acompanhado de um especialista ou seu professor, para que não haja danos ortopédicos graves, principalmente tratando-se de crianças/adolescentes, com pé ainda em formação/fase de crescimento.”

Para escolha da sapatilha, deve-se sim levar em consideração o conforto. A sapatilha de ponta deve ser uma extensão do pé e deve ser confortável sim, por isso requer paciência também na hora de pesquisar e comprar, pois você deve provar umas 20 opções! A escolha mal feita da sapatilha de ponta pode causar dores que você nunca imaginou sentir, fora os prejuízos que não vemos de imediato.

Bom, feitas as considerações anatômicas, vamos às demais.

MARCAS

Segue um resumo muito útil disponibilizado pela escola Bravo! Ballet, com algumas das marcas mais conhecidas de sapatilha de ponta. Claro que tem muitas outras, mas se formos falar disso aqui, acho que ficarei uns 4 anos estudando (talvez mais?).

sapatilhas de ponta

A grande maioria dessas marcas tem muitas opções de modelos, então é difícil especificar qual é a melhor ou ideal pra você, pois cada pé é um pé.

CORES

As sapatilhas de ponta mais usadas são as acetinadas nas cores rosa ou salmon. Algumas bailarinas deixam opacas, ou até beges, dependendo do que irão dançar.

Mas existem sapatilhas de várias cores, aliás, de todas as cores. A escolha vai depender da necessidade do uso, levando em conta anatomia e disponibilidade.

sapatilha de ponta coloridas

ELÁSTICOS E FITAS

Algumas sapatilhas de ponta vem com elástico e fitas descosturados, para que você mesma o faça, provando e ajustando ao seu pé.

Eles servem pra isso mesmo, pra sustentar, pra deixar a sapatilha bem sentada ao pé, sem correr o risco de escapar no meio de uma pirueta!

Pelos próximos posts, a Amanda vai passar pra gente todas as dicas da sapatilha de ponta, como costurar, como amarrar, como colar o couro da ponta, amolecer e etc.!

PONTEIRAS E DEDEIRAS

A questão da escolha das ponteiras é um pouco pessoal também, vai de acordo com seu conforto. Da mesma forma que ao invés de ponteira, há bailarinas que usam papel ou algodão.

Há ponteiras de silicone e de tecido, desde as mais curtas que pegam só o dedo como também as mais longas, pra pessoas que, como eu, tem o pé super cheio de ossos saindo por todos os lados e joanetes também.

É aconselhável que você prove também, com meia calça apropriada, e teste o conforto, sempre fazendo alguns movimentos basicos.

Pra melhorar ainda mais, tem a ajuda dos protetores de dedo (dedeiras), que também podem ser de tecido ou silicone, ajudam a evitar o atrito entre os dedos.

DICAS PARA ESCOLHER SUA SAPATILHA (Resumo)

sapatilha de ponta anatomia

A primeira dica da é: saber se você está pronta! Isso só seu professor (a) pode avaliar, então confie no veredito dele!

Como há variedade de sapatilhas para todos os tipos de pé, vc deve saber que tipo de pé vc tem, de arco e também a força.

Se for sua primeira sapatilha, aconselhamos que você compre presencialmente! Vá a uma loja, acompanhada de sua professora ou um profissional e faça muitas provas.

Quando achar que alguma está certa/confortável, siga as dicas da Tia Claudia: faça relevés, pliés, alongue o pé… esses movimentos simples são a base dos passos do ballet, então se já nessa hora começar a doer daqui, apertar dali, comer o calcanhar, etc., repense e prove outra!

Procure protetores pra deixar mais confortável, sejam ponteiras, dedeiras, algodão, esparadrapo, essa escolha é pessoal, depende de como você se sente segura e confortável.

Teamos aqui uma matéria muito legal, um resumo super prático, do site Dance Spirit, que traz “UMA SAPATILHA PARA CADA TIPO DE PÉ” e nós traduzimos pra vocês! Se quiserem ver o post original, basta clicar no link: http://www.dancespirit.com/get-the-look/shoe-every-foot-type/.

whatsapp-image-2016-12-08-at-14-21-37 whatsapp-image-2016-12-08-at-14-17-44

Claro que isso não é regra, ok? As pessoas são diferentes, pés diferentes, técnicas diferentes etc. Pegue seu prof. e vá em busca da sua! Faremos um post “em busca da sapatilha perfeita”, pra vocês verem na prática como funciona a busca e se quiserem, empresto a Claudia Carvalho pra vocês!

Por hoje é isso! Mas teremos muitos posts falando sobre sapatilha de ponta, pois é um assunto quase inesgotável!

Espero que vocês gostem.

Curtam e compartilhem, beijos!

Laura

 

6 Comment

  1. Eu nem sonhava que houvesse tanta informação assim! Isso é ciência, meu Deus!
    Fantástico!

  2. Blogue maravilhoso! 💜

  3. Marlene Gualberto says: Responder

    Somplesmente incrivel. ótimo artigo. Parabéns Laura. Amei

  4. Adorei as dicas!!

  5. Adorei o blog, e gostaria muito que você pudesse fazer um post sobre sapatilhas importadas… Eu gostaria muito de testar uma bloch, mas encontro pouquíssimas informações sobre os modelos e numerações! E como não costumo viajar, provar é quase que impossível, então o que me resta é comprar pela internet… dicas ??

Deixe uma resposta