Nutrição & Ballet

Por que a DIETA FRACIONADA é tão importante?

Falando de maneira bem geral mesmo, DIETA é tudo aquilo que você ingere durante as 24 horas do seu dia. Se você ingere mais calorias do que gasta, você ganha peso. Se você ingere menos calorias do que gasta, você perde peso. (conta simples tipo somar e subtrair)

Se você passa o dia em jejum e janta duas pratadas de feijoada com caipirinha e cocada de sobremesa, você terá ingerido, digamos, umas 1.800 calorias. Se você faz cinco ou seis pequenas refeições planejadas ao longo do dia, com um intervalo de 2~3 horas entre cada uma, e inclui vegetais, frutas, grãos, fontes proteica e até um docinho – por que não? – você também terá ingerido cerca de 1.800 calorias. Em ambos os casos, a quantidade de calorias é a mesma, é tudo a mesma coisa, não é mesmo? É… #sqn! Não precisa ser um expert em Nutrição para entender que existe uma diferença gritante entre os dois casos. O primeiro caso é um desastre absoluto; e o segundo caracteriza um estilo de vida saudável e equilibrado. COMO E QUANDO você come é tão importante quanto O QUE você come.

O fracionamento das refeições, na minha opinião pessoal e professional, é absolutamente fundamental. Ao contrário do que muita gente pensa, ficar sem se alimentar por longos períodos pode resultar em perda de massa magra, afetando nosso nível de energia e desempenho, além de alterar a composição corporal e aumentar a suscetibilidade a lesões, no nosso caso (bailarinas).

Como? Ficar muito tempo sem se alimentar força o corpo a buscar fontes alternativas de energia para manter os órgãos funcionando. Balanço energético negativo é quando se queima mais energia do que há disponível no corpo. Em casos de balanço energético negativo, o corpo, que é muito sábio, quebra os tecidos que requerem maior aporte de energia. Quais são? Os músculos, naturalmente. O metabolismo basal diminui e os músculos são usados como fonte de energia, convertendo os aminoácidos em combustível para o corpo. Assim, ficar horas sem comer achando que vai ficar magrinha, na verdade vai resultar “apenas” em perda de massa magra, diminuição do metabolismo basal e aumento da porcentagem de gordura corporal. Socorro!

Além disso, PRATICAR ATIVIDADES FÍSICAS SEM SE ALIMENTAR É BASTANTE PERIGOSO. Você pode ter hipoglicemia, incluindo mal estar, enjoos e perda momentânea da consciência (desmaios), podendo resultar em lesões e fraturas.

Ou seja, comece já a reestruturar a sua dieta, dividindo o que você come em cinco ou seis pequenas refeições: café da manhã, lanchinho, almoço, lanchinho, jantar e lanchinho (esse último, opcional, mas recomendável para quem faz aula de manhã). Não pule nenhuma refeição.

Segue pra vocês:

10 DICAS DE LANCHINHOS DE 100 CALORIAS (para ser consumidos 2 horas antes das aulas ou 30 minutos depois das aulas:
  1.     1 banana pequena com 1 colher (sopa) de aveia
  2.     2 torradas light com requeijão ou cream cheese light
  3.     10 cenouras baby temperadas com 1 colher (sopa) de azeite e sal
  4.     1 maçã grande assada com canela
  5.     15 amêndoas ou 5 castanhas
  6.     1 potinho de salada de fruta com 1 colher (sopa) de granola
  7.     1 pote de iogurte grego desnatado com 1 colher (sopa) de mel
  8.     1 punhado de frutas secas (uva passa, banana passa, damasco)
  9.     1 ovo cozido, temperado com um fio de azeite e sal
  10.     1 fatia fininha de bolo caseiro

Feliz 2016 para vocês!

Muita saúde, bem-estar, ballet e alto astral.

Beijos, Fabi.

Fabiana Cusin, Nutricionista
Formada em 2000 pela Faculdade de Saúde Pública da USP (FSP - USP), CRN-3  25.467.

Deixe uma resposta