8 de Março – Grandes MULHERES do Ballet

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, vamos expor algumas grandes mulheres que foram e são responsáveis pelo que o Ballet representa.

São grandes exemplos de força, inteligência e criatividade. Além disso, há um grande paradoxo admirável entre as grandes bailarinas, aquelas que dedicaram toda sua vida ao ballet, deixando de lado outros planos e sonhos para viver apenas para a dança, como também aquelas que conciliaram e conciliam marido, filhos e outros projetos com a vida de bailarina!

Viva para elas! Viva para nós! Viva para todas as mulheres!

Para evitar a ordem de preferências (à parte), vamos seguir ordem alfabética! rsrs

Agripina Yakovlevna Vaganova

 
 Agrippina Vaganova (1879-1951) foi uma bailarina e pedagoga russa que entrou para a história mundial da dança ao desenvolver um método de ensino que ficou conhecido como o método Vaganova.

 Alessandra Ferri

alessandra ferri

Alessandra Ferri nasceu em maio de 1963, em Milão, na Itália, e estudou na Escola de Ballet do Teatro Alla Scala; com quinze anos ganhou uma bolsa do Conselho Britânico, concedida pela primeira vez a uma bailarina, e foi para Londres continuar sua formação na Escola do Royal Ballet. Em 1980 integra-se à companhia, depois de ter vencido o “Prix de Lausanne”, um concurso internacional para estudantes de dança.

 Alicia Alonso

Alicia Alonso nasceu em Havana em 1921. Começou seus estudos de balé na Sociedad Pro-Arte Musical em Havana com Sophia Fedorova. De 1941 a 1943, o Teatro Pro Arte ficou conhecido como Companhia de Balé Alicia Alonso, hoje o Ballet Nacional de Cuba, onde ela continua como diretora.  (Alicia teve grandes dificuldades em sua carreira, quando um problema de vista a deixou praticamente cega)

 Altynai Asylmuratova


Altynai Asylmuratova, nascida em 1961 em uma família de bailarinos, foi predestinada, de certo modo, a se tornar uma bailarina também. Ela estudou na Academia Vaganova em Leningrad. Depois de graduação em 1978 ela uniu o Ballet Kirov e se torna principal em 1982. Muitos a consideram a última grande bailarina da linhagem ilustre de São Petersburgo. Em janeiro de 2000 ela foi nomeada a Diretora Artística da Vaganova Ballet Academy.

Ana Botafogo

anabotafogo02

Ana Botafogo, nascida no Rio de Janeiro em 9 de julho de 1957, carrega o maior nome do balé clássico do nosso país. Começou a fazer ballet aos 7 anos e aos 11 já dançava no Theatro Municipal do Rio de Janeiro como destaque. Ana Botafogo foi primeira bailarina do TMRJ por quase 30 anos, um grande exemplo a todos os brasileiros!

 

 

 Anna Pavlova

anna pavlova

Anna Matveievna Pavlova, nasceu em São Petersburgo (1881 – 1931), foi uma bailarina russa de talento e carisma excepcionais. Fascinou o mundo da dança no fim do século XIX e na primeira metade do século XX. Seu extraordinário talento e suas interpretações extremamente pessoais deram um novo sentido ao balé clássico. Também era conhecida como Anna Pavlovna Pavlova. Carismática, caiu no gosto do Maestro Marius Ivanovich Petipa, galgando rapidamente posições de destaque entre as bailarinas: em 1902 era segunda solista; em 1905 “Première Danseuse” e finalmente em 1906 “Prima Ballerina”.

 

Aurélie Dupont

Nasceu em 15 de janeiro de 1973, em Paris, é uma dançarina francesa. Estrela do Ballet Ópera de Paris. Com 10 anos, em 1983, Aurélie Dupont entrou para a escola de dança da Ópera de Paris. Depois de viajar todas as classes da escola de dança, ela entrou para o corpo de baile do Ballet Ópera de Paris em 1989.

 Carlotta Grisi

Carlotta Grisi, cujo nome verdadeiro é Marie Josephine Caronne Adele Grisi foi uma grande bailarina italiana. Nasceu em 28 de junho de 1819 em Visinada, Istria e faleceu no dia 20 de maio de 1899 em Saint-Jean, um distrito de Genebra, na Suíça. Ela foi treinada na escola de balé do Teatro Alla Scala de Milão e, posteriormente, com a dançarina/balletmaster Jules Perrot.

Cecília Kerche

cecilia kerche
Cecília Kerche, nascida na cidade e Lins, SP em 1960, também é um grande nome do Ballet brasileiro. Hoje possui o título de Embaixatriz da Dança outorgado pelo Conselho Brasileiro da Dança, órgão vinculado à UNESCO, por reconhecimento às suas atuações internacionais. Foi por muitos anos primeira bailarina do TMRJ.

Fanny Elssler

fanny elssler

 

Fanny Elssler (1810 – 1884), foi uma bailarina austríaca do período romântico. Desde seus primeiros anos, ela foi treinada para o ballet, e fez sua aparição no Kärntnertortheater em Viena dos 7 anos, junto com sua irmã Teresa, de 9 anos. Foram grandes nomes do ballet romântico, tendo relatos de suas apresentações como “impecáveis”.

 

 

Irina Baronova

irina baronova

Irina Mikhailovna Baronova (1919 – 2008), começou a fazer ballet com 7 anos de idade, quando a familia precisou se mudar por causa da guerra, tendo aulas com o Mme. Majaiska, ex-integrante do corpo de baile do Ballet do Teatro Maryinsky, também refugiado na Romenia. Fez sua estréia no Ópera de Paris aos 11 anos. Aos 13 foi vista por George Balanchine e tornou-se uma das três famosas “Baby Bailarinas”, junto com Tatiana Riabouchinska e Tamara Toumanova.

 

 Maria Alexandrova

maria alexandrova

Maria Aleksandrovna Alexandrova, nasceu em Moscou, na Rússia, em 1978. Em 1997 ganhou uma medalha de ouro na competição Ballet International de Moscow e, logo depois, se juntou ao Ballet Bolshoi, rapidamente fazendo sua estréia como Myrtha em Giselle. É lider de Sindicato e já foi canditada a cargos políticos. Principal bailarina do Bolshoi desde 2004.

 Marianela Núñes

marianela nunez

Marianela Núñez nasceu em 1982 em Buenos Aires, Argentina, conhecida por sua técnica de ouro e por ser uma artista muito inteligente. Entrou para a escola do Royal Ballet em 1997 e em 2001 já estava como uma das principais solistas, continuando até hoje.  Já ganhou prêmios de melhor bailarina do mundo!

Marie Taglioni

Marie Taglioni, nascida em 1804, também foi um grande nome do ballet romântico. Filha de Filippo Taglioni (bailarino e coreógrafo italiano que depois de tempos iniciou a fase romântica da dança) e Sophie Karsten (também bailarina sueca). Treinada desde que nasceu por seus pais, era muito refinada na técnica e marcante pelo sei estilo diferente com grandes saltos que demonstravam para os espectadores leveza, como se a bailarina flutuasse. Dizem que ela foi a pirmeira bailarina a dançar “na ponta”!

Martha Graham

martha graham

Martha Graham (1894 – 1991) foi uma bailarina e coreógrafa estadunidense que revolucionou a história da Dança Moderna. O impacto que a dança de Martha Graham causou nos palcos é frequentemente comparado à influência que Picasso teve para a pintura em seu tempo. As suas contribuições transformaram essa forma de arte, revitalizando e difundindo a dança ao redor do mundo. Ela dançou e coreografou por mais de 70 anos, inventando uma nova linguagem do movimento, trazendo grande expressividade de sentimentos.

 

Misty Copeland

misty copeland

Misty Danielle Copeland, nascida 1982, primeira bailarina negra a ocupar o posto de principal na história do American Ballet Theatre. Quando começou, já tarde, aos 13 anos, ela foi considerada prodígio. Aos 15 já era premiada. Entrou para o corpo de baile do ABT em 2001 onde permanece até hoje. Também tornou-se palestrante e escritora, contando sua hisória de vida e dificuldades.

 

Natalia Makarova

 Bailarina russa, nascida em 1940. Iniciou suas aulas de balé aos 12 anos, passando no teste para a Escola Coreográfica de Leningrado (Antiga Imperial Ballet School). Estudou no Kirov Ballet School e com seu talento garantiu sua participação no Kirov Ballet em 1959, onde foi parceira do grande Mikhail Baryshnikov. Partiu para o American Ballet Theatre em 1970, quando abandonou o Ballet Kirov e buscou asilo no Ocidente. Desde aquele momento desenvolveu uma carreira internacional fulgurante, dançando posteriormente no Royal Ballet, em Londres.

Natalia Osipova

natalia osipova
Natalia Osipova nasceu em Moscou, em 1986. Começou a praticar ballet aos 5 anos, devido a um problema nas costas. Com 8 anos ela entrou na escola Ballet Mikhail Lavrovsky. Com 18 anos ela entrou para o corpo de baile do Teatro Bolshoi. Em 2006, ela tornou-se solista, solista principal em 2008, bailarina principal em 2010. Em dezembro de 2011, ela entrou para o Mikhailovsky Ballet Company. Hoje em dia atua como primeira bailarina do Royal Ballet, Londres.

 Nina Ananiashvili

nina ananiashvili

Nina Ananiashvili nasceu na Geórgia em 1963. Não era considerada uma criança saudável, então seus pais a colocaram para praticar patinação no gelo e ela tornou-se campeã aos 10 anos. Foi vista pela professora Tamara Vykhodtseva que a convidou para fazer ballet.  m 1976 ela entrou no Instituto Coreográfico de Moscou. Em 1980 ela fez sua estréia em uma produção da escola de Coppelia. Formou-se e entrou no Teatro Bolshoi em 1981 e posteriormente se tornou principal bailarina do American Ballet Theatre em 1993. Em 1999 ela se juntou ao Houston Ballet.

 

Pina Bausch

pina bausch

Philippine Bausch, mais conhecida como Pina Bausch, (1940 – 2009), foi uma coreógrafa, dançarina, pedagoga de dança e diretora de balé alemã. Conhecida principalmente por contar histórias enquanto dançava, suas coreografias eram baseadas nas experiências de vida dos bailarinos e feitas conjuntamente. Várias delas são relacionadas a cidades de todo o mundo, já que a coreógrafa retirava de suas turnês ideias para seu trabalho. Em 2007, Pina Bausch foi agraciada com o Prêmio Kyoto e, em 2008, com o Prêmio Goethe. Em 2008, o cineasta Wim Wenders estava preparando documentário sobre ela. O filme “Pina” foi oficialmente lançado em Fevereiro de 2011 na Europa e em Março de 2012 no Brasil.

 

Polina Semionova

polina semionova

 Polina Semionova Alexandrovna, nascida 1984, é um dos grandes nomes de bailarinas russas da nova geração. Estudou na Escola de Ballet Bolshoi, graduando-se em 2002. Logo em seguida Semionova se juntou ao Ballet Staatsoper de Berlim como principal a convite de Vladimir Malakhov, tornando-se, à época, a principal mais jovem da história da empresa com apenas 18 anos. Hoje em dia ocupa o posto de bailarina principal no American Ballet Theatre.

Svetlana Zakharova

svetlana zakharova

Svetlana Zakharova, nascido em 1979, é uma das principais bailarinas do mundo nos dias de hoje. Uma das mais influentes no Ballet Bolshoi e também uma das mais bem pagas. Ucraniana, aos 6 anos começou a fazer ballet num estúdio local, na cidade de Lutsk, onde nasceu. Aos 10 anos foi aceita pela escola russa,  Vaganova Academy of Ballet. Zakharova estreou com o Ballet Mariinsky em 1996, onde ficou até 2003. Saiu de lá direto para o Ballet Bolshoi, onde permanece até hoje.

 

 

 

Ulyana Lopatkina

ulyana lopatkina

Ulyana Vyacheslavovna Lopatkina, nascida em 1973, na Ucrânia, estudou desde cedo na Academia Vaganova. Após a formatura Lopatkina juntou-se ao Ballet de Kirov, no Mariinsky Theatre Ballet em 1991, e foi promovida a bailarina principal em 1995.É considerada um exemplo perfeito da escola (Kirov) russa com membros longos, grande força e uma pureza clássica da linha, bem como musicalidade.

Gostaram?

Parabéns a todas, hoje e todos os dias!

Laura

Deixe uma resposta