Abra seus cotovelos – nunca desconsidere a importância deles!

Oi pessoal! Tudo bem?

Queria compartilhar com vocês esse post escrito pela Tiekka Tellier, do Everyday Ballet, com alguns exercícios e dicas que vão melhorar o posicionamento dos cotovelos e, consequentemente, nossa postura, eixo, balance, etc.

Muita gente não dá a importância que os cotovelos realmente têm, mas nós damos! <3

Quem nunca ouviu “levanta o cotovelo!” que atire a primeira pedra.

Isso mesmo. Vez ou outra na aula, seja você iniciante, intermediário, avançado, whatever, o cotovelo as vezes “cai”. (E a professora manda logo aquele famoso grito “OLHA O COTOVELO CAÍDO!”

Não precisa ser aquela caída estranha e brutal que faz você parecer com asas de galinhas, mas as vezes uma descida diferente do port de brás da 5ª posição já dá uma estranhada. Acontece!

Mas acontece também, e principalmente para os iniciantes, o fato de não entender como funciona exatamente o posicionamento dos cotovelos. E o melhor é que se você corrige isso no ballet, vai corrigir para todos os momentos da vida! E ainda ajuda nas fotos!

Vamos lá!

Abrindo seus cotovelos e alongando-os gentilmente, você ganha mais apoio na parte superior do corpo, melhorando sua linha postural.

A incrível graciosidade dos movimentos de Ballet depende de um princípio de amplitude. Os bailarinos parecem se mover com tanta leveza e facilidade que você pode literalmente o espaço arejado em torno de seus corpos como eles dançam, como se houvesse uma ventilação em seus movimentos.

A técnica do ballet desenvolve graciosidade, estendendo os membros para longe do tronco (crianço espaços mesmo), desenvolvendo flexibilidade e força ao mesmo tempo. Em termos de postura de ballet, este princípio de espaço é mais sutil, mas de extrema importância para mantê-lo energizado, equilibrado e confiante.

Especialmente durante os meses frios do inverno, tendemos a nos aconchegar em nós mesmos para nos aquecer. Isso cria tensão nos ombros e no pescoço, ao mesmo tempo em que destrói a nossa postura.

Tirar alguns momentos para abrir as costas e a postura conscientemente através dos cotovelos é uma ótima maneira de gentilmente “reorganizar” a parte superior do corpo e restabelecer a circulação, fazendo com que você se sinta melhor. Experimente!

Algumas exercícios para abrir seus cotovelos:

Exercício 1

  1. De pé, apoie-se confortavelmente e igualmente nos 2 pés.
  2. Deixe seus braços pesarem para baixo em linha reta ao lado do corpo.
  3. Contraia levemente o abdome inferior para dentro e para cima.
  4. Solte qualquer tensão nos ombros, pescoço e clavículas.
  5. Deixe suas mãos penduradas e dobre ligeiramente os cotovelos para fora, para longe do corpo.
  6. Mantenha a parte inferior do corpo sem mexer e também a largura das costas através dos cotovelos.
  7. Inspire e expire. Libere o corpo e repita 8 vezes.

Exercício 2

  1. De pé, apoie-se confortavelmente e igualmente nos 2 pés.
  2. Junte as palmas das mãos na frente do peito.
  3. Com as mãos suavemente pressionando uma a outra, levante-as até que seus cotovelos estejam aproximadamente na altura do peito.
  4. Contraia levemente o abdome inferior para dentro e para cima.
  5. Solte qualquer tensão nos ombros, pescoço e clavículas.
  6. Abra as mãos e os cotovelos para o lado, mantendo os cotovelos à altura do peito. (tipo 90°, como maquina de peitoral na academia)
  7. Volte mãos e cotovelos para a frente. Respire.
  8. Repita esse “abre e fecha” 8 vezes.

Exercício 3

  1. De pé, apoie-se confortavelmente e igualmente nos 2 pés.
  2. Contraia levemente o abdome inferior para dentro e para cima.
  3. Solte qualquer tensão nos ombros, pescoço e clavículas.
  4. Levante as mãos ao lado do corpo, até a altura do ombro com as palmas voltadas para a frente.
  5. Estique os braços e dobre os antebraços para cima formando um angulo de 90°.
  6. Inspire e expire como se você estivesse mandando seus cotovelos para fora, lado a lado.
  7. Estique os braços começando pelos dedos, trazendo-os de volta para a altura do ombro, mantendo os cotovelos na altura do ombro.
  8. Mantenha os abdominais inferiores contraídos e vá liberando a tensão através de seus pescoço e ombros enquanto você dobra e estica os cotovelos.
  9. Repita para um total de 8 vezes.

Claro que tem um vídeozinho para mostrar tudo isso que falamos acima! ahahaha

https://www.facebook.com/everydayballet/videos/620352501450740/

Divirtam-se e depois contem para a gente se melhorou!

Post traduzido e adaptado. Original, AQUI.

Beijo!

Deixe uma resposta